Sujo mas não imundo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Sujo mas não imundo

Mensagem por ADM.Noskire em 16/1/2015, 16:44

Sujo mas não imundo

Aventura de Stiff Capone.

_________________
— Façam suas preces... malditos.
— Matarei cada um de vocês!


Prólogo | Apresente-se | Regras
Dúvidas | Criação de Personagem
avatar
ADM.Noskire
Admin

Mensagens : 691
Data de inscrição : 01/12/2014
Idade : 26
Localização : Natal/RN

Ver perfil do usuário http://reinodastrevas.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Capone em 17/1/2015, 15:52

Se perguntava quando seria o tal momento, sua escalada na vida, rumo ao topo, lógico. Talvez através de uma gorda recompensa por um feito nobre? Muito improvável. Um grande golpe seria mais do seu estilo, mas um passo de cada vez. Deitado no velho colchão, com os braços sob a cabeça, encarava o teto do pobre casebre. Era deplorável, porém ali estava ele, com um sorriso estampado no rosto. A vida para Stiff era como um jogo de cartas: se você não dá a sorte de começar com uma boa mão, precisa blefar, e estava ficando bom nisso. Desde pequeno aprendera que o trabalho duro não era tão gratificante, existem muitas pessoas possuindo muito mais do que podiam usufruir, se achava no dever de ajudá-los nessa tarefa, mesmo que sem seu consentimento.

Cada novo dia acordava mais motivado para viver. Era uma vida dura, porém prazerosa, conseguia enxergar a beleza na dificuldade, e cada novo dia era uma nova oportunidade para ser um homem melhor... Besteira, um homem rico. Se levantaria num pulo, o corpo livre e nu era a sensação de liberdade que precisava para começar bem o dia. Peça por peça, se vestiria da maneira usual, a camiseta preta desbotada, um casaco preto já gasto, calças combinando e um par de botar marrons. Não era o traje mais elegante, mas precisava apenas de palavras para se dar bem.

Não se lembrava de ter trazido alguma comida para casa nos últimos dias, mas a fome cobrava. Nada que um bom papo com uma alma bondosa não pudesse resolver. Se dirigiria até a porta da frente, uma passada de mãos pelos cabelos e... perfeito. Sairia pela rua, o caminhar era leve e despreocupado, porém a expressão analisava tudo ao seu redor, à procura de uma oportunidade de se dar bem.

Precisava de uma refeição, uma boa bebida e de notícias, uma taverna resolveria isso. Não era incomum para Stiff começar o dia dessa maneira, seja fosse para se informar do que acontecia, ou simplesmente para uma bebedeira, com uma boa conversa, saía tudo na faixa.

- Hm, melhor um ambiente novo, evitar uma taverna que eu tenha dívidas ou inimigos é com certeza uma boa ideia.

E assim seguiria o gatuno, caminhando pelas ruas em busca de uma taverna inédita, que lhe trouxesse desafios inéditos.

Objetivos:
- Conseguir bastante dinheiro de maneira ilegal/oportunista
- Conseguir uma adaga

Por enquanto é isso

_________________
avatar
Capone

Mensagens : 45
Data de inscrição : 16/01/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Mark Stomper em 18/1/2015, 21:08

O café da manhã


Era uma típica manhã em Gil'ead onde o frio dominava a cidade naquele horário, dentro de sua casa um jovem rapaz nomeado Stiff Capone, deitado no seu velho colchão e encarando o seu teto, Stiff colocava um sorriso naquele rosto enquanto pensava sobre a vida, essa que para ele era considerada dura. Stiff levanta-se do colchão e rapidinho foi colocando suas roupas, compostas por uma camiseta preta, um casaco de mesma cor, calça também de cor preta e o diferencial as botas marrons.
Saindo para fora de sua casa, seu objetivo inicialmente era de achar algo para comer pois não havia trazido nada para sua casa anteriormente. Com um andar despreocupado caminhava o rapaz pelas ruas, apesar de não demonstrar estava prestando atenção em tudo ao redor, olhava as casas, os prédios, as lojas e pessoas, nada escapava dos olhos do rapaz; O movimento nas ruas logo de manhã já era grande, muitas pessoas iam e vinham, poderiam surgir varias oportunidades de ganhar dinheiro honesto por ali. Numa rápida olhada, ele encontra uma padaria aberta, todos as mesas dela estavam ocupadas, se quisesse se sentar para comer o jovem teria de esperar; Do outro lado da rua havia uma grande taverna com muitas pessoas entrando e saindo, pessoas que na maioria eram belas moças e caras bem fortes, podia-se notar uma pequena placa do lado da porta do local onde estava escrito "Competição de bebida, prêmio surpresa", o local também parecia estar cheio; Perto dela havia um grupo de 6 guardas vigiando para que não houvessem problemas; O que Stiff fará?

off:
vc sabe como encher linguiça, mas você cometeu o god mode, dessa vez deixarei passar, onde esta ele? aqui "Deitado no velho colchão" e aqui "encarava o teto do pobre casebre" então vc n pode dizer de cara onde vc se encontra, isso sou eu quem faz, vc pode narrar depois deu lhe mostrar o local, blz? só toma cuidado com isso, aviso dado; estou sempre on, então se tiver duvidas, me mande MPs ou entre no chat que eu entro já já também
Stiff Capone:
Nome do Player: Stiff Capone
N° de Posts: 1
Desvantagem: -x-
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Status:

HP: 50
Energia:45
Inventario:

4.000 moedas

_________________
"Não importa aonde você estiver, só terá uma regra: O dinheiro manda " -



Aventura El Capone ( x )
avatar
Mark Stomper

Mensagens : 80
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 18
Localização : Gil'ead

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Capone em 19/1/2015, 16:05

A movimentação na cidade era intensa logo cedo, era de se esperar, uma cidade do porte de Gil'ead literalmente precisa andar. O frio não parecia espantar as pessoas, e para Stiff, era até agradável. No frio as moças buscam calor, e o jovem era uma fornalha com muita lenha pra queimar. Após um tempo de caminhada avistava uma taverna que lhe chamara a atenção, um grande fluxo de gente, e do tipo que gostava: mulheres bonitas e, rapazes fortes, que geralmente compensavam o tamanho em burrice, ótimo para se conseguir uns trocados.

Ao lado da porta pôde notar uma placa anunciando uma competição de bebidas, e haveria um prêmio, que não era especificado. Se estivesse relacionado com o grupo de guardas do lado de fora, julgaria que era algo de valor, que merecia estar protegido. Sem perder mais tempo, se dirigiria para dentro do lugar, seu senso de oportunidade apitava bem alto.

Se ao se aproximar da taverna os guardas lhe observassem, faria um leve aceno com a cabeça, combinado com um sorriso simpático. Precisava diminuir as suspeitas sobre si se quisesse se dar bem em um possível golpe. Se adentrasse sem nenhum imprevisto, faria um reconhecimento pelo estabelecimento: funcionários, rotas de fuga, o fluxo de dinheiro que entrava, tudo que lhe ajudasse a sair faturando. Se misturar com o público não seria problema, por mais que não se parecesse com esses bêbados que costumam frequentar tais lugares, sua aparência era bem discreta, e não chamar muita atenção era essencial.

Depois de analisar a taverna, procuraria por onde deveria estar acontecendo ou para acontecer a tal competição. Alguma mesa com mais movimento, ou onde alguém anunciasse tal evento. Se tivesse a chance, pediria para participar, com um sorriso discreto no rosto:

- Há vaga para um jovem iniciante? Creio não ser páreo para os senhores, mas que mal tem?

Esperaria pela resposta de alguém, se fosse positiva, se sentaria em alguma cadeira vazia, de preferência alguma mais próxima da saída ou que não tivesse tantas pessoas ao redor. Observaria se próximo a ele havia algo que pudesse comer sem pagar, um pedaço de pão, ou frutas. Se achasse seguro arriscaria até mesmo a roubar algo que estivesse ao alcance.

Off:
Achei que para o primeiro post não haveria problema, até porque não tinha um post anterior que eu pudesse me basear, mas agradeço o aviso

_________________
avatar
Capone

Mensagens : 45
Data de inscrição : 16/01/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Mark Stomper em 19/1/2015, 21:07

Que comece a bebedeira



O jovem então opta por escolher a taverna, essa que parecia estar bem cheia, entrando pela porta da frente o jovem é mau encarado por alguns dos guardas que estavam ali perto de vigia, o olhar penetrante deles chegava na alma do jovem, era um sinal para não se meter em problemas com aqueles guardas; Entrando na taverna, Stiff com sua mente brilhante já ia notando cada detalhe dalí, desde os funcionários que andavam para todos os lados a cada segundo, até o fluxo de dinheiro que entrava ou saía dali, parece que estava a tramar algo bem ruim, sua única rota de fuga viável seria a mesma porta pela qual entrará, a porta da frente, mas se quisesse arriscar um pouco poderia sair pelas portas dos fundos que é para funcionários ou claro, pelas janelas cheias de vidro. Não demorou muito para que um homem gordo cheio de pelos e com muitos músculos subiu com um pouco de esforço a mesa que ficava no centro da taverna, com sua grave voz já ia gritando para todos ouvirem:

-Sejam bem vindos nossos convidados e convidadas, hoje iremos realizar nosso 100º concurso de bebida, onde teremos 15 participantes apenas, para aqueles que forem participar, rapidamente se aproximem e coloquem seus nomes na lista na minha frente...- Antes mesmo de terminar a falar, vários brutamontes já vinham quase que correndo para pegar suas vagas, por sorte não machucaram ninguém gravemente, todos já pareciam ter colocado seus nomes, 14 nomes estavam na lista, Stiff estava preste a se aproximar para colocar seu nome quando um ultimo homem, com 2 metros de altura que era massa pura, usando uma camisa florida se aproxima de Stiff e logo o empurra para traz e dizia ao mesmo tempo -Saia da minha frente; esse prêmio ta no papo- Sem ter muito o que fazer, Stiff perde a ultima vaga para entrar na competição, antes que pudesse ficar triste, uma linda jovem, de cabelos vermelhos como fogo que acendia dentro de Stiff passa na frente dele e da uma olhadinha para ele mandando um charme para ele, a garota aparentava ter entre 17 e 18 anos, tinha um busto avantajado e um corpo com curvas praticamente perfeitas, praticamente um sonho de qualquer homem, usava uma blusinha bem fina de cor azul ciano, uma saia média de cor rosa e um salto vermelho, mas rapidinho ela se apressa e vai para o balcão pedir uma bebida para ela; O gordo que anunciou a abertura das inscrições sobe na mesa novamente e volta a falar -Agora que temos nossos 15 competidores, não tem o porque de demorar mais, tragam as bebidas! - Dizia alto para que todos ali poderiam ouvir, de traz dos balcões, vinham vários funcionários carregando pilhas e pilhas de cerveja e colocando-as cada uma em uma mesas, essas que se encontravam os competidores; alguns segundos se passavam, até que a ordem foi dada pelo gordo novamente - VALENDO!!! - anunciava o gordo o inicio da competição, não demorou muito e os competidores já iam mandando ver colocando todas aquelas cervejas para dentro, os funcionários pareciam desesperados correndo para lá e para cá com cervejas, no meio disso tudo, Stiff tinha que achar algo para comer, mas todas as pessoas andavam muito para olharem os competidores que estava difícil procurar qualquer coisa ali; O que Stiff fará?
Stiff Capone:
Nome do Player: Stiff Capone
N° de Posts: 2
Desvantagem: -x-
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Status:

HP: 50
Energia:45
Inventario:

4.000 moedas


Última edição por Mark Stomper em 20/1/2015, 11:01, editado 1 vez(es)

_________________
"Não importa aonde você estiver, só terá uma regra: O dinheiro manda " -



Aventura El Capone ( x )
avatar
Mark Stomper

Mensagens : 80
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 18
Localização : Gil'ead

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Capone em 20/1/2015, 02:19

A situação dentro da taverna era caótica, pessoas por todos os lados, funcionários indo e vindo às pressas, o tal concurso prometia ser disputado. Furtar uma ou outra bolsa de moedas ali não seria algo tão difícil, mas sua meta era o tal prêmio surpresa, independente do que fosse. Depois de um rápido reconhecimento do local, Stiff voltava sua atenção para um gordão, que subia numa mesa e anunciava a competição. No que ele mal terminava o discurso, um bando de brutamontes avançavam sobre a lista, como se fosse a última caneca de cerveja do lugar, o jovem não sabia se ficava mais espantado pela agressividade deles, ou por saber que eles sabiam escrever os próprios nomes.

O garoto Capone se aproximava para se inscrever também, se não fosse impedido por uma armário ambulante, que roubava sua vaga com grosseria. Não se deixou irritar por aquilo, até porque não havia muito o que fazer com um ser daqueles, de qualquer forma, não precisava participar do concurso para levar o prêmio, assim ainda se mantinha sóbrio para raciocinar melhor.

Já se preparava para sentar e acompanhar a competição, mas uma visão roubou sua atenção, e seu ar por alguns segundos. Uma bela moça, parecia ter sido esculpida a mão pelos próprios deuses, se sequer acreditasse em algum. Fazia exatamente o seu tipo, mulher. Azar no jogo, sorte no amor.

Enquanto viajava pelas curvas da moça, novamente o homem gordo de antes se pronunciava com sua estrondosa voz, desta vez dando início ao concurso. Garçons corriam para servir os beberrões, que não perdiam tempo em se servir. Isso, percam toda a lucidez, darei uma outra surpresa ao vencedor... Uma expressão zombeteira escapava do rosto de Stiff, que agora se via num dilema: mulher ou recompensa? Ao pensar na bela, voltava seu olhar à mesma, agora sentada no balcão. Dane-se, o dobro ou nada.

Mesmo optando pela garota, ainda mantinha o plano de sair dali faturando. O homem gordo dos anúncios provavelmente tinha alguma relação importante ali, podia ser o dono da taverna, ou quem entregaria o prêmio, atenção dobrada nele. Sem perder mais tempo, iria em direção ao balcão, procurando um banco vazio ao lado da moça, e sentando se achasse. Caso não, ficaria apoiado no balcão, o mais próximo dela que o espaço permitisse. Quando se encontrasse próximo da mesma, diria:

- Está perdida minha dama? Acho que não pretendia acabar num lugar como este. Ou está a procura de novas experiências?

Apesar da introdução, o tom de voz de Stiff era tranquilo e sem malícia, assim como sua expressão. Sabia lidar com mulheres, ao menos pensava que sim, o truque era não ficar nervoso, por mais intimidadoras que fossem. Enquanto esperava por uma resposta, daria uma ou outra olhada para a mesa dos competidores. Não achava que depois de terminarem, alguém ali sairia andando normalmente, então teria tempo de agir. Ficaria atento também caso anunciassem o campeão; sua missão era ali, a não ser que a moça ao seu lado tivesse algo melhor a oferecer...
Aproveitaria o momento para procurar algo que petiscar, uma coisa que estivesse ao seu alcance e fosse rápido de apanhar, sem chamar a atenção.

_________________
avatar
Capone

Mensagens : 45
Data de inscrição : 16/01/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Mark Stomper em 20/1/2015, 18:35

Confusão na taverna, o prêmio surpresa virou uma surpresa?



A situação estava caótica, todos estavam ansiosos para descobrir quem será o vencedor e qual será o prêmio surpresa, no meio dessa confusão toda Stiff se encontra com uma jovem de cabelos ruivos, ela manda seu charme para ele e parece que funcionava, mas logo o deixa para traz indo para o balcão pedir algo; Stiff sendo manipulado por sua beleza vai atrás dela, por uma grande sorte ao lado direito dela estava um banco vazio, não esperou muito e correu para se sentar nele. Quando finalmente se acomodou no banco, tentou iniciar um papo com a moça que ele alvejava  - Está perdida minha dama? Acho que não pretendia acabar num lugar como este. Ou está a procura de novas experiências?- Disse Stiff com uma calma e suave voz, demonstrando não ter malicia, sem demorar nem um minuto ela se vira para Stiff enquanto apoiava seu braço esquerdo no balcão o outro ficava na bochecha direita, junto de um sorriso que acompanhava a mão, ela respondeu para Stiff com uma voz tão bela quanto a de uma sereia - Ah!!! que fofo; não estou perdida, eu praticamente moro aqui, está vendo aquele homem ali? ele é meu pai- dizia enquanto apontava para o gordo que anteriormente anunciara o inicio da competição - E bem... sinto lhe ter que dizer, mas eu já tenho namorado; ele é aquele ali - dizia com o maior orgulho para Stiff enquanto apontava para aquele outro brutamonte que havia roubado sua vaga para a competição, aquele mesmo que estava com a camisa florida, parece que Stiff estava entrando em território inimigo. Enquanto a conversa entre Stiff e a jovem garota, a competição estava quase acabando, vários dos competidores já haviam desistido, quem restava era aquele que foi dito como namorado da garota que Stiff conversava, e o outro competidor um cara não muito musculoso, mas tinha uma barriga bem grande, os dois não paravam de se encarar enquanto mandavam as bebidas para dentro de suas barrigas, parecia até que eles estavam até suando de tanto esforço que faziam para se manter consciente na disputa, mas quem acaba desmaiando de tanto ingerir álcool era justamente o mais gordo, deixando assim a vitória para o "da camisa florida"; todos começaram a gritar mostrando que o vencedor já estava decidido, o anfitrião do evento, o gordo sobe a mesa do vencedor e anuncia - E TEMOS UM VENCEDOR!!! PELA 4º VEZ SEGUIDA, TULIO É O VENCEDOR!!! - parecia que saia algumas lagrimas de emoção do gordo, enquanto abraçava com um grande sorriso o tal chamado Tulio. Alguns segundos depois do anuncio do vencedor o gordo volta a falar  - E agora Tulio, está preparado para o seu prêmio surpresa? - Perguntava o gordo para Tulio com um olhar sinistro na cara, alguns funcionários traziam uma caixa com a frente aberta onde um pano cobria a abertura para esconder o que era o prêmio, com toda a emoção que tinha dentro de si, o gordo voltava a falar - O seu prêmio é.... uma raríssima joia que poderia valer em torno de 75.000 moedas no mercado negro - e assim tiravam o pano para mostrar... nada!? onde estava a joia? todos estavam paralisados, onde poderia estar aquela joia? ao lado de fora, podia-se observar que os guardas que estavam vigiando do lado de fora a taverna começaram a correr ao longo da rua, o que poderia significar isso? o que Stiff fará?  
Stiff Capone:
Nome do Player: Stiff Capone
N° de Posts: 3
Desvantagem: -x-
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Status:

HP: 50
Energia:45

Inventario:

4.000 moedas

off:
agora que a treta vai começar, tudo dependerá de você meu caro amigo capone
Tulio:



_________________
"Não importa aonde você estiver, só terá uma regra: O dinheiro manda " -



Aventura El Capone ( x )
avatar
Mark Stomper

Mensagens : 80
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 18
Localização : Gil'ead

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Capone em 21/1/2015, 01:13

A investida parecia surtir efeito com a mulher. Podia perceber no sorriso dela, ou no modo que lhe respondia. O fato de ser filha do gordão da competição a tornava mais atraente ainda, teria utilidade até fora de uma cama. Só o fato de ser namorada de um brutamontes que lhe causava desconforto, mas era um obstáculo contornável.

Coincidência ou não, o próprio era anunciado campeão do evento, Stiff notava isso pelo estardalhaço que tomava conta da taverna. Por um momento deixou a moça de lado e voltou sua atenção para a mesa do vencedor.

- E agora Tulio, está preparado para o seu prêmio surpresa? - Sim, é claro que você está preparado, seu filho da mãe sortudo. - O seu prêmio é.... uma raríssima joia que poderia valer em torno de 75.000 moedas no mercado negro.

Os olhos de Stiff chegavam a brilhar ao ouvir tal discurso. Num impulso de emoção, se levantaria da cadeira num salto para tentar ver melhor a tal jóia... Isso se ela ainda estivesse onde deveria. Ao vencedor apenas uma caixa vazia. Não é possível, quem agiu primeiro do que eu? Uma sensação próxima a de agonia invadia seu corpo, e se refletia no seu rosto. Ao observar melhor, pode ver uma movimentação estranha do lado de fora da taverna. Os guardas que estavam de vigia corriam pela rua, deduziu que perseguiam alguém. De jeito nenhum que vou perder minha joia sem lutar por ela.

Antes de correr para fora, se voltaria para onde a bela moça estava sentado, esperando que ainda estivesse ali.

- Minha dama, posso ao menos saber qual seu nome? Esperava por uma resposta positiva, então daria um sorriso e correria para fora do local.

Lá, esperava encontrar os guardas atrás de um possível suspeito, de qualquer forma, seguiria o tal caso o visse, tentando estar sempre um passo à frente dos guardas, cortando caminho pelos becos. Sua intenção era antecipar os movimentos do possível ladrão para poder interceptá-lo em algum trecho. Se tivesse sucesso na caçada, teria um encontro perigoso, caso não, ainda havia um dia inteiro de oportunidades pela frente.

_________________
avatar
Capone

Mensagens : 45
Data de inscrição : 16/01/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Mark Stomper em 21/1/2015, 18:36

Plano fora de controle?



A competição ia como o planejado, tudo normal, quando foi anunciado o vencedor Stiff já estava preparado para agir, mas estava bem difícil dividir sua atenção com a linda moça que estava a conversar; Quando finalmente anunciaram o prêmio, a raríssima joia que valia em torno de 75.000 moedas, os olhos de Stiff quase saiam para fora só de imaginar tamanha riqueza que se podia obter com aquela pedra, mas ao prestar mais atenção, percebe-se que a joia havia sumido! quem conseguiu chegar antes de Stiff? era o que mais ecoava em sua mente naquele momento, mas ao invés de ficar parado pensando em como aquilo pode acontecer, percebeu que havia uma movimentação estranha do lado de fora da taverna, os guardas que ali estavam a vigiar do nada estavam correndo pela rua, Stiff não pensou duas vesses e já havia decidido ir procurar o ladrão, mas antes que saísse, com todo o cavalheirismo que ele tem, perguntava para a moça - Minha dama, posso ao menos saber qual seu nome?- percebendo a pressa do rapaz, ela logo responde - hihi... me chamo Stephanie, a quem devo-lhe o prazer?-Perguntava Stephanie para Stiff, esse que apenas deu um sorriso para a moça e saiu pela porta da frente da taverna para correr atrás do suspeito.

Ja na rua, o jovem galanteador avistava os guardas que lhe olharam mal antes de entrar na taverna, eles estavam correndo para o norte, até que um deles olhou para traz e notou a presença de Stff que estava seguindo-os para pegar o ladrão, ao o ver, o guarda avisa os outros 5 e então tiraram suas vestes com um simples puxam nas roupas, por debaixo delas havia uma roupa bem colado de cor preta, todos estavam usando ela, parecia até um uniforme, o que aquilo significava? poderia ter relação ao roubo? isso é o que Stiff tinha que descobrir; eles continuavam a correr e correr até que em um certo momento uma rua que de dividia em 2 eles se separaram e formaram 2 grupos de 3 pessoas, um grupo foi pela direita onde ficava a área mais movimentada de Gil'ead e o outro grupo  foi pela esquerda onde era a região "mais pobre" da cidade; Qual dos caminhos Stiff irá escolher?

off:
boa sorte senhor el capone , e outra, eu tinha esquecido de por a imagem da Stephanie, mas esta aqui em embaixo :p aproveite
Stiff Capone:
Nome do Player: Stiff Capone
N° de Posts: 4
Desvantagem: -x-
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Status:

HP: 50
Energia:45

Inventario:

4.000 moedas
Stephanie:

_________________
"Não importa aonde você estiver, só terá uma regra: O dinheiro manda " -



Aventura El Capone ( x )
avatar
Mark Stomper

Mensagens : 80
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 18
Localização : Gil'ead

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Capone em 22/1/2015, 15:56

Stephanie. Era um nome que não esqueceria tão cedo, tantas oportunidades dentro de um mesmo corpo, muito belo ainda por cima.Mas não era tempo pra isso, se não se concentrasse perderia suas chances de conseguir o prêmio maior. Começava a se perguntar se tantos infortúnios eram um sinal de que valia a pena o esforço, ou se era um aviso para se afastar e buscar outro golpe. Encararia como a primeira opção.

Sua visão da situação só mudou quando percebeu que a situação em que estava se metendo era maior do que imaginava. O grupo de guardas, na verdade, se revelava como farsantes. Julgou isso pelas roupas que vestiam, quando as vestes originais foram retiradas por todos eles. Se fossem eles os ladrões, e deviam ser, era algo muito mais arriscado, um bando que ousa se passar como guarda para executar um roubo, no mínimo mereciam o respeito de Stiff.
De início levou um susto com o que acontecia, mas depois abriu um sorriso de excitação, quanto mais perigoso mais prazeroso.

A correria continuava, até um ponto onde os homens de preto se dividiam, metade para uma região da cidade, metade para outra. Já deviam saber da presença do jovem Capone e se separaram para confundi-lo. A situação era tensa, se tivesse que se envolver num combate com qualquer um deles, era óbvio que levaria a pior, evitar um conflito era essencial. Optando pelo grupo que ia para a periferia, tentaria acompanhá-los numa distância segura e que pudesse os manter a vista. Aquele trio era o mais suspeito, não tinha por quê eles executarem um roubo e logo depois irem para o meio da multidão.

A tensão invadia o corpo de Stiff, se sentia num túnel escuro que não sabia onde iria acabar, e o pior de tudo, sem saber pelo quê estava ali, só restava deixar o momento dizer.

Off:
Só observo seus planos para mim

_________________
avatar
Capone

Mensagens : 45
Data de inscrição : 16/01/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Mark Stomper em 22/1/2015, 20:47

Para onde eles foram?


O jovem Stiff escolhia então perseguir o grupo que ia pela direita, o lado mais movimentado da cidade, o garoto suspeitava, imagina o porque aquele grupo tinha escolhido ir para uma multidão logo após realizar um roubo, esse era o argumento para fazer daquele o grupo mais suspeito. Perseguia assim o grupo, e olhando mais a frente já podia-se notar varias pessoas indo de um lado para o outro, parecia que a estratégia do grupo era confundir Stiff no meio da multidão, era uma boa ideia, mas uma péssima execução, ao invés de se misturarem com a multidão, todos andavam para uma direção que não havia sentido, destacando-os assim junto com seus uniformes pretos, Stiff pode segui-los sem problemas até um beco; Parecia que o beco tinha uma porta com um simbolo estranho acima do centro, e eles teriam que lutar, pareciam que não queriam que Stiff passasse por aquela porta, mas seus olhares diziam que lutar era o que eles menos queriam, um dos rapazes do grupo jogava no chão algum tipo de bomba de fumaça, aquilo dava algum tempo para que eles pudessem escapar. Quando finalmente a fumaça finalmente havia se dispersado a porta estava fechada e os suspeitos haviam sumido, onde eles poderiam estar? O que Stiff fara?

off:
sei que ficou pequeno, mas tente esquematizar mais ações para que eu possa adiar mais ainda até onde você vai, pq no seu post você disse que apenas ia segui-los, sem falar que eu até achei meio clichê essa coisa de porta no beco mas se você seguir o planejado, quem sabe tu n tem uma surpresa boa?
Stiff Capone:
Nome do Player: Stiff Capone
N° de Posts: 5
Desvantagem: -x-
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Status:

HP: 50
Energia:45

Inventario:

4.000 moedas

_________________
"Não importa aonde você estiver, só terá uma regra: O dinheiro manda " -



Aventura El Capone ( x )
avatar
Mark Stomper

Mensagens : 80
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 18
Localização : Gil'ead

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Capone em 23/1/2015, 18:03

Acompanhar o grupo não foi uma tarefa difícil, mesmo no meio da multidão que acabaram adentrando, era como encontrar uma agulha num agulheiro. Seguiu o grupo que vestia negro até acabarem todos num beco. Não parecia que acabaram ali por acaso, no local, havia uma porta, com um símbolo até então desconhecido por Stiff. Ali o grupo tinha a vantagem, poderiam dar cabo do jovem no momento que quisessem, se assim desejassem, mas não, a atitude que eles tomavam era a mais inesperada que podia imaginar.

Usando de algum artifício que produzia fumaça, o grupo impedia a visão de Stiff, que nada tinha a fazer a não ser esperar que se dissipasse. E assim que aconteceu, era apenas ele no beco, o trio havia desaparecido. Interessante... Isso me livraria de umas boas, com certeza. Todo aquele dia parecia estar desfavorecendo o garoto Capone, se perguntava onde estava aquela sorte toda que costumava ter, será que o abandonara quando mais precisara dela? Mas ainda tinha Stephanie, um pecado em forma de um corpo escultural, sabia que podia tirar bom proveito dela. Mas agora estava ali, frente à frente com uma porta, e atrás dela sua recompensa devia estar lhe esperando.

Como única opção, iria em direção à ela, sem hesitar procuraria pela maçaneta e a usaria, torcendo para que estivesse aberta. Caso não, ainda tentaria forçar a porta, dando alguns encontrões com o ombro. Se ainda assim não tivesse sucesso, procuraria por algo em volta que pudesse funcionar como um mecanismo, algo próximo ao símbolo que ficava em cima da porta, algum tijolo solto, ou uma placa no chão.
Se conseguisse adentrar, sua primeira reação seria procurar algo para se esconder e observar o que acontecia, se já fosse notado logo de cara por alguém, era melhor se apresentar.

- Cavalheiro(s), perdoem minha intromissão, mas meu instinto fala mais alto do que minha prudência. - Ergueria ambas as mãos, em sinal de rendição, e abaixaria conforme seguia com o discurso. - Se pudermos conversar, creio que ambas as partes podem sair ganhando...

Só restaria aguardar pela reação dele(s). Para caso não conseguisse passar pela porta, teria ali um grande empecilho, a situação o cansara mais mentalmente do que fisicamente, parecia estar num labirinto. Teria que abandonar seu prêmio, e voltaria para a taverna, atrás de outra oportunidade.

off:
Foda mesmo foi imaginar um grupo de roupas pretas usando bomba de fumaça ninjas? anyway, espero minha Sorte Exagerada entrar em vigor

_________________
avatar
Capone

Mensagens : 45
Data de inscrição : 16/01/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Mark Stomper em 23/1/2015, 20:56

A curiosidade matou o gato, cuidado...

A perseguição parecia ter tido fim, quando um dos rapazes do grupo que estava sendo perseguido por Stiff usa algum tipo de "bomba de fumaça", deixando assim Stiff sem visão do que estava acontecendo; Quando a fumaça finalmente havia se dissipado, Stiff se encontrava sozinho, e com apenas duas opções para escolher, a porta a sua frente como caminho para prosseguir e descobrir o que havia por trás dela, ou ir embora e ir para outro lugar; Este então escolhe a porta, sua curiosidade não queria deixa-lo voltar de jeito nenhum, assim então, o jovem se aproxima da porta e gira a maçaneta, por algum muito inexplicado, a porta estava destrancada, ou seja, ele conseguiu entrar sem nenhum problema até então. Quando finalmente passava da porta, Stiff se encontrava numa especie de corredor, que no final do mesmo, dava em uma sala com uma baixíssima iluminação, um lugar perfeito para se esconder, logo Stiff vai então para essa sala, as paredes eram de cor cinza e em um canto da sala havia uma grande bandeira pendurada que dava até o chão, na sala também havia uma mesa no centro junto de alguns livros, mapas e ao que pareciam esquemas para planos, de um lado o corredor que o jovem havia vindo, do outro lado estava outro corredor, que dava para varias e varias sala, em média 15 salas, delas podiam-se ouvir varias vozes; Voltando ao rapaz, Stiff podia pegar todos aqueles papeis para ele, mas não pode, pois estava a ouvir alguns passos vindo do outro corredor, ele teve que arrumar um lugar para se esconder, não haviam muito lugares ali, apenas a mesa e a bandeira, Stiff então logo se esconde atras da bandeira, tinha um pequeno buraco ali atras dela, parece que aquele era o motivo da bandeira estar ali, tapar o buraco. Quando finalmente as pessoas chegaram a sala, Stiff acho um pequeno furo na bandeira e por ele espiava as pessoas, eram então aquele grupo que estava perseguindo e mais um outro individuo precisamente uma mulher, usava uma mascara que parecia com uma raposa, usava roupas com a coloração roxo, e uma capa preta no seu ombro direto, essa mulher então começa a falar:

- Obtiveram sucesso na missão? - A voz parecia forçada, não era nem um pouco como se estivesse falando como queria, ela estava modulando a voz; com caras de medo, um dos demais perseguidos da um passo a frente e responde - Sim senhora Capitã Onidrág - - Ótimo, vão agora ao líder e entreguem a encomenda, eu tenho que... hum?... - Parava de falar por um instante, por um breve momento os olhos dela podiam-se encontrar com o olho curioso de Stiff, nota-se a presença dele então, mas ela continuava a encara-lo; Sem completar a frase o sujeito de antes pergunta - Tem o que senhora Capitã? - perguntava confuso, e recebe a resposta sem demoras - Arg... tenho que planejar a próxima missão, então vão logo fazer o que eu mandei! - A voz parecia demonstrar que ela havia ficado brava, os capangas assim com medo que algo ruim aconteça com eles saem logo da sala e deixa a chamada "Capitã Onidrág" sozinha na sala... ou não tão sozinha assim, Stiff atras da cortina tinha que fazer alguma coisa; O que ele fará?

off:
Então, agora é praticamente o post mais importante da sua aventura, não faça merda, se sair do roteiro irei puni-lo mas sinta-se a vontade, e a sua sorte, estou usando um pouco ela agora, mas ela irá ser bem útil mais para frente só isso, boa sorte El Capone ai como eu adoro usar esse dicsaw
Capitã Onidrág:
Stiff Capone:
Nome do Player: Stiff Capone
N° de Posts: 6
Desvantagem: -x-
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Status:

HP: 50
Energia:45

Inventario:

4.000 moedas

_________________
"Não importa aonde você estiver, só terá uma regra: O dinheiro manda " -



Aventura El Capone ( x )
avatar
Mark Stomper

Mensagens : 80
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 18
Localização : Gil'ead

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Capone em 24/1/2015, 11:39

Incrivelmente a porta não oferecia nenhuma resistência, um simples girar de maçaneta e ali estava Stiff, perante um corredor, este que levava até uma sala. Aquele ambiente sombrio lhe remetia más lembranças da infância, a experiência traumática que presenciou, e o quanto aquilo lhe marcava até os dias atuais. Um calafrio subiu pela espinha, sentia cada vez mais que não deveria estar se arriscando tanto, mas sua curiosidade e oportunismo o levavam sempre para mais longe.

Porém regressar naquela altura da jogada, não era opção, a sala estava diante dele, então era só seguir em frente. O cômodo era algo bem simples, fora a mesa no centro com diversos materiais de leitura ou seja lá o que fossem, e uma bandeira, nada mais havia ali, pelo menos não exposto. Pôde observar outro corredor, este que abrigava diversos outros cômodos. Um esconderijo, só pode. No que eu fui me meter...
Seus pensamentos eram interrompidos, o trio da fumaça reaparecia, e dessa vez com um membro adicional, uma mulher, mascarada, mas mulher. Para o Capone, não haviam distinção entre elas. A grande bandeira no canto da sala ofereceu um ótimo esconderijo para Stiff, que podia observar dali o diálogo entre os membros, e observar o olhar da mulher misteriosa lhe atravessar. Se fosse possível se arrepiar ainda mais, era dessa maneira que se encontrava.

Quem quer que fosse a tal figura mascarada, tinha o respeito dos demais, que saiam rapidamente da sala com uma ordem dela. Era o momento, não tinha mais volta dali pra frente, Stiff estava sozinho com a mulher, e sabia que ambos sabiam disso. Ah... Por que estou aqui mesmo? Deu um suspiro bem fundo, tentava recuperar a calma para se apresentar com decência para a moça, suas palavras eram sua melhor arma ali, não podia deixar a desejar. Saindo do "esconderijo", andaria lentamente em direção à mulher, mantendo uma distância segura de alguns metros. Abriria os braços com as palmas das mãos voltadas para ela, em sinal de que não oferecia perigo. Estampava um sorriso malicioso no rosto, e mantinha a voz mais tranquila que podia para falar.

- Não é a maneira mais adequada de me apresentar, mas... Julgo que jogamos no mesmo ramo, uh?! Perdoe minha ousadia, minha dama, mas sei reconhecer uma boa oportunidade, e acho que temos uma nas mãos, se entender o meu lado e esquecer esse pequeno "inconveniente".

Por mais que tentasse não demonstrar externamente, por dentro sentia como se estivesse cavando sua própria sepultura. Se não conseguisse no mínimo uma conversa com a figura mascarada, estaria com uma faca no pescoço. A situação parecia ir rumo ao fundo do poço, péssimo dia, Sitff... Péssimo dia.

off:
permaneço observando essa sacanagem...

_________________
avatar
Capone

Mensagens : 45
Data de inscrição : 16/01/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Mark Stomper em 25/1/2015, 12:12

O que diabos esta acontecendo aqui?



A conhecida Capitão Onidrág já havia notado a presença de Stiff, mas preferiu não denuncia-lo, queria ver quem estava por trás da bandeira, mandou logos seus capangas para outro lugar, dando espaço assim para que Stiff pudesse sair, seguro ou não, Stiff pretendia formar uma "aliança" uma parceria com aquela mulher para conseguir a joia, quando saiu de trás da bandeira, a Capitã deu um suspiro, Stiff sem mesmo se apresentar já fazia uma proposta - Não é a maneira mais adequada de me apresentar, mas... Julgo que jogamos no mesmo ramo, uh?! Perdoe minha ousadia, minha dama, mas sei reconhecer uma boa oportunidade, e acho que temos uma nas mãos, se entender o meu lado e esquecer esse pequeno "inconveniente" -  se explica Stiff para a moça, ela que ficava quieta até um momento em que ergue seu braço direito para segurar a mascará, antes que a retirasse, ela dizia - E mesmo assim, você ainda não me disse seu nome não é?- assim falava a jovem moça, que pode ser identificada por Stiff como Stephanie, o que ela estaria fazendo naquele lugar? isso era realmente estranho, mas antes que ela pudesse justificar sua presença naquele lugar, mais vozes e passos pareciam estar vindo para aquela sala, Stiff não podia ser visto, e Stephanie não podia ser vista sem sua mascará, ela logo segura Stiff e o empurra para de trás da bandeira de onde ele havia saído, ela logo bota a mascara de volta e finge estar analisando alguma coisa na mesa ao centro, quando as pessoas finalmente entram na sala, eles falam para Stephanie - Hey Capitã, viemos concertar o buraco que esta atrás da bandeira, poderia sair por favor?- se eles chegassem a bandeira iriam achar Stiff e iria dar muito ruim, mas eis e Stephanie fica entre o capanga e a bandeira e fala para ele - É... poderiam voltar daqui 1 hora? preciso fazer algumas coisas aqui então não posso sair- Por alguma razão os capangas estranharam sua capitã, ela nunca havia sido tão gentil a ponto de pedir algo, e perguntaram para ela - Capitã você esta bem? você nunca pediu tão gentilmente assim e...- - Então preferem que eu seja rude? que seja, não vai ser agora que vão concertar aquele buraco, agora saiam daqui antes que eu desmembre cada um de vocês e queime os restos!!!- ficava brava então, botando medo nos capangas que não pensaram duas vezes e saíram dali no mesmo instante, a sala estava livre novamente, Stiff saia esperando uma explicação, mas tudo o que ele recebeu foi - Ainda bem... desculpe por isso, não queria que fosse você que estivesse ali, não queria lhe envolver em problemas, então desculpe, e desculpe também pois eu não posso te dar nenhuma explicação no momento, mas você tem que sair daqui, posso te explicar as coisas mais tarde, me de seu endereço que eu passo na sua casa para conversar - seria essa uma oportunidade de se dar bem com a moça? o que Stiff fará?

off:
e agora que as coisas vão andar, toma essa bomba ae lek ; e não postei ontem a noite pq eu tavo meio mal e fui durmir meio cedo
Stiff Capone:
Nome do Player: Stiff Capone
N° de Posts: 7
Desvantagem: -x-
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Status:

HP: 50
Energia:45

Inventario:

4.000 moedas

_________________
"Não importa aonde você estiver, só terá uma regra: O dinheiro manda " -



Aventura El Capone ( x )
avatar
Mark Stomper

Mensagens : 80
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 18
Localização : Gil'ead

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Capone em 26/1/2015, 06:24

O nervosismo que até então tomava conta de Stiff era substituído por excitação no mesmo momento que a tal figura mascarada se revelava. Era a moça da taverna, mais precisamente Stephanie. Seu rosto era quase uma obra prima a se admirar numa situação daquelas. Seu instinto não o abandonara quando a conheceu, sabia que havia ali mais do que um belo corpo. O momento era interrompido brevemente quando os capangas dela voltavam, e depois que saíram, o Capone tinha uma série de perguntas.

- Ainda bem... desculpe por isso, não queria que fosse você que estivesse ali, não queria lhe envolver em problemas, então desculpe, e desculpe também pois eu não posso te dar nenhuma explicação no momento, mas você tem que sair daqui, posso te explicar as coisas mais tarde, me de seu endereço que eu passo na sua casa para conversar.

Hesitou por alguns segundos. Que tinha muito interesse na mulher era fato, mas entregar seu endereço para uma pessoa que tinha um bando nas mãos era no mínimo... Arriscado. Se quisesse me matar já o teria feito, à essa altura, o que tenho a perder? Com um leve sorriso dizia para Stephanie:

- Certo, de fato tenho muitas perguntas para você, minha dama. Vou te dar o endereço.

Diria a localização da sua casa, então sem mais delongas, daria as costas para a moça e voltaria por onde tinha entrado. Se não tivesse mais surpresas, estaria no beco, e depois dele nas ruas movimentadas da cidade. Só agora tinha descanso até para sentir fome, tinha anseio por um farto prato de comida, e uma boa bebida, mas fazer uma parada agora era arriscar perder sua visita, tinha que tomar o rumo de casa. Uma caminhada tranquila, para colocar os pensamentos em ordem e planejar o próximo passo.

Chegando em casa, esperaria do lado de fora, mas no lado contrário da casa. Se por acaso fosse ser alvo de uma emboscada, não revelaria de cara sua moradia, e observando o movimento nas ruas teria mais chance para fugir. Se e quando Stephanie aparecesse, não diria nada, apenas abriria a porta para que ela entrasse primeiro, então entraria em seguida, fechando a porta atrás de si e ficando encostado à ela, então diria:

- Aqui estamos, pode começar.

A expressão em seu rosto era maliciosa, pra qualquer rumo que o momento seguisse, seja para o "profissional" ou o sentimental, já teria tido um dia com bom proveito. E lá vamos nós...

_________________
avatar
Capone

Mensagens : 45
Data de inscrição : 16/01/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Mark Stomper em 26/1/2015, 18:51

Em que situação estou me metendo?


Stephanie dizia para Stiff que não podia explicar a situação naquele momento, por isso, pediu-lhe para sair dali e que lhe passa-se o seu endereço para que ela pudesse passar na sua casa, a principio Stiff ficou com um pé atrás sobre Stephanie, imaginava que ela poderia ir para sua casa para lhe matar, mesmo ela não parecendo não demonstrar essa vontade.

Stiff decide então dar seu endereço para Stephanie, ela que já ia levando ele para fora do esconderijo. Já fora do lugar, Stiff logo foi para sua casa, mesmo com fome estaria olhando em volta para achar algum lugar para comprar algo para comer, mas não encontrou nenhum pelo caminho, o levando então direto para sua casa; Ja era 20:00 e Stiff estava na frente de sua casa esperando por Stephanie, eis que a mesma surge ao seu lado, não se sabia de onde ela tinha vindo, ela simplesmente apareceu ali, fazendo Stiff tomar um baita susto; Ele logo não demorou muito para convida-la a entrar em sua casa, ela então aceitou o convite e juntos entraram na casa, Stiff já ia dizendo para Stephanie - Aqui estamos, pode começar - iniciava o assunto com um rosto malicioso, ela logo continuava a conversação com Stiff - Apenas de ver que você pôde confiar em mim, não posso falar muito, tem muitas coisas que você não pode saber por agora... mas espero que compreenda - dizia Stephanie para Stiff com uma cara de cachorrinha abandonada, mostrava que ela realmente se importava em não botar pessoas em seus problemas, mas logo tornou para uma cara séria - Emfim, eu sou como posso dizer... uma espiã, eu não "trabalho" realmente naquele lugar, cujo chamado de guilda dos ladrões, posso dizer que eu tenho um cargo consideravelmente alto naquele lugar, mas essa não é minha missão, isso é tudo que eu posso te dizer no momento -  Stephanie então terminava sua breve explicação de sua situação, ela notava que Stiff estava interessado naquela joia que os seus capangas haviam roubado anteriormente - Vejo que você tem interesse na joia que roubamos, eu não sei muito sobre ela, apenas que é um ótimo material para feitiços - Stephanie então suspirava, ela parecia estar cansada, ela parecia querem ir embora e ir dormir, então ia caminhando lentamente para a porta enquanto dizia - Já é tarde, vim apenas lhe explicar algumas coisas, tenho que ir embora... - O que Stiff fará?

off:
isso é tudo, quero ver o que você fará e mais respeito com a moça, não pense nela apenas como um objeto sexual

_________________
"Não importa aonde você estiver, só terá uma regra: O dinheiro manda " -



Aventura El Capone ( x )
avatar
Mark Stomper

Mensagens : 80
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 18
Localização : Gil'ead

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Capone em 27/1/2015, 06:00

Stiff escutava cada palavra de Stephanie com o máximo de atenção, se distraindo apenas para contemplar sua beleza algumas vezes. Tão linda, e ao mesmo tempo tão traiçoeira... Perfeita. Sabia que naquela vida que levava, se apaixonar não era uma opção, não uma que te levasse para o caminho certo, mas até mesmo um coração mais frio poderia se perder com aquele encanto; se julgava com sorte então, seu coração devia estar congelado. O interesse de Capone não tinha limites, saber distinguir diversão de profissão só o ajudava nas suas empreitadas.

O discurso da bela lhe dava mais perguntas do que respostas, mas por enquanto parecia que ficaria sem elas. Se preocupava mais com a parte da "espiã", isso queria dizer o que? Trabalhava para outro grupo, ou para a lei da cidade? Vai saber...

- Já é tarde, vim apenas lhe explicar algumas coisas, tenho que ir embora...

De fato nem se dera conta do horário, mas ela tinha razão. Parecia visivelmente cansada, então não valia a pena tentar insistir em algo que exigiria muita energia de sua parte...

Permaneceria encostado à porta enquanto ela vinha em sua direção, quando se aproximasse o suficiente, seguraria em suas mãos e a olharia nos olhos para dizer com um tom firme na voz:

- Se sabe que tenho interesse na joia, também sabe que não vou desistir facilmente. Podemos nos dar bem nessa, juntos. - Faria uma breve pausa, então retomaria de forma mais gentil. - Te dou o tempo para ir embora e pensar, basta me dizer onde e quando podemos nos encontrar de novo.

Só após obter uma resposta, largaria suas mãos e lhe abriria a porta, deixando o caminho livre para que passasse. Ficaria observando suas ancas enquanto ia embora. Argh, essa situação está me consumindo, preciso de uma bebida.
Stiff procuraria então um lugar que lhe forrasse o estômago, nada de tavernas, atraiam muita confusão, e pretendia apenas uma visita rápida; talvez uma padaria, com uma dona bem senhorinha, que fosse fácil convencer com algumas palavras e sair com o bolso do mesmo jeito que entrou... Ou mais pesada, quem sabe?

off:
Minhas intenções com a dama são as melhores

_________________
avatar
Capone

Mensagens : 45
Data de inscrição : 16/01/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Mark Stomper em 27/1/2015, 17:17

Conversinha na madrugada


Impedido a moça de ir embora, Stiff segurava suas mãos e dizia para ela enquanto olhava em seus olhos - Se sabe que tenho interesse na joia, também sabe que não vou desistir facilmente. Podemos nos dar bem nessa, juntos. - Ele então deu uma breve pausa, enquanto isso a jovem Stephanie olhava para ele com cara de confusa, logo Stiff volta a falar - Te dou o tempo para ir embora e pensar, basta me dizer onde e quando podemos nos encontrar de novo - Ela logo deu um leve riso daquela frase, o empurrou levemente para o lado para que ela pudesse passar, assim que abria a porta ela disse - Não é assim que a banda toca campeão - mandava seu charme com uma piscadinha de lado para Stiff, por fim fecha a porta e vai embora. Stiff estava faminto, não havia comido nada o dia todo, abriu a porta para ir procurar algum lugar onde possa comer sem gastar muito, mas o que encontra ainda na frente de sua casa era Stephanie, ela que estava com um saco que parecia com pães, ela então entrega a sacola para ele com um rosto levemente avermelhado - Eu acho que você não deve ter comido ainda, então eu tinha comprado para você mas esqueci de te entregar... então tchau - dizia para Stiff que sem muito o que fazer, pegou os pães, e foi para dentro de casa, não demorou muito para que eles já os mandassem para dentro de sua barriga. Stiff já estava com muito sono, então foi para seu colchão e se jogou, sem sequer pensar em mais nada caiu em um sono pesado. No seu sonho ele não conseguia ver muita coisa, parecia sua cidade, mas estava bem embaçado, e do nada alguns seres com olhos vermelhos e o corpo todo preto vinham na direção de Stiff, ele ficou assustado e em seguida acordou, poderia ser isso um sinal que algo de ruim poderia estar por vir? já era 6:30 da manhã, o sol já estava nascendo, o que Stiff preparou para esse novo dia?

off:
eu juro que quando vi que vc se pôs na frente da porta impedindo ela de sair e segurando as mãos dela eu juro que pensei que tu ia dar uma cantada nela pra ver se consigo uma diversão, sério e outra não me venha com essas intenções boas que eu to ligado no que você quer
Stiff Capone:
Nome do Player: Stiff Capone
N° de Posts: 9
Desvantagem: -x-
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Status:

HP: 50
Energia:45
Inventario:

4.000 moedas

_________________
"Não importa aonde você estiver, só terá uma regra: O dinheiro manda " -



Aventura El Capone ( x )
avatar
Mark Stomper

Mensagens : 80
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 18
Localização : Gil'ead

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Capone em 28/1/2015, 06:34

O coração já batia mais acelerado logo quando acordara, um desses pesadelos sombrios que ocorriam vez em quando com Stiff, mas ainda o assustavam muito. Deveriam ter relação com seu trauma de infância, aquela visão perturbadora que nunca mais pôde esquecer, e que parecia atormentá-lo para o resto da vida.

Já era cedo, nem se lembrava de que horas tinha ido para cama, mas percebeu que estava sozinho nela, Stephanie não tinha sido seu prêmio no dia anterior. Na verdade, o encerramento com a moça não tinha sido dos melhores, nada de joia, e muito menos de Stephanie. Ou mulher mascarada, como não podia esquecer. De qualquer forma, tinha um objetivo, e o tempo era seu inimigo.

Já tinha um destino em mente, arriscado, porém já não dava tanto valor para essa palavra. Levantando-se da cama, lavaria o rosto em alguma bacia com água que achasse por ali, era suficiente. Os pães da noite anterior ainda o sustentaria bastante. Sairia de casa com um rumo certo, a taverna onde tudo começou, sabia que ali poderia encontrar a moça. Podia tentar o esconderijo, mas se lembrava dos capangas falando em arrumar o buraco atrás da bandeira onde se escondera, e fora ela, não havia mais onde se entocar naquela sala.

Esperava chegar tranquilamente à rua da taverna, então pararia alguns metros antes, para observar o movimento ali. Esperava que os "guardas" não estivessem no dia, então seria mais fácil. De qualquer forma, não devia nada a eles, então entraria no estabelecimento. Lá dentro procuraria por Stephanie. Esperava encontrá-la sozinha, ou pelo menos sem seu namorado brutamontes por perto. Se a visse, se faria ser notado por ela, então sentaria no balcão, esperando ser correspondido. Para não levantar suspeitas, ficaria de cabeça baixa, com as mãos entrelaçadas sobre o balcão, então diria num tom de voz audível apenas a ela:

- Não achou que se livraria tão fácil de mim, uh!? Tenho perguntas. - Esperaria por uma resposta antes de continuar.

Se a encontrasse acompanhada pelo seu homem, tentaria lhe chamar a atenção, então faria um sinal com a cabeça para que o encontrasse do lado de fora, em seguida sairia da taverna e aguardaria do lado de fora. Quando ela saísse diria:

- Podemos dar uma volta? - E já se colocaria a andar imediatamente, ouvindo caso tivesse algo a dizer.

Na pior das hipóteses, não a encontraria ali, nesse caso se sentaria em alguma mesa livre e aguardaria por até uma hora, esperando encontrá-la, se não ocorresse, bem, só restaria um destino...

off:
eu hesitei mas foi a última vez

_________________
avatar
Capone

Mensagens : 45
Data de inscrição : 16/01/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Mark Stomper em 28/1/2015, 20:31

Troca de olhares


Um pesadelo havia lhe passado pela sua mente, imagens que lhe faziam lembrar de seu passado doloroso, este que o jovem Stiff tentara esquecer por toda sua vida mas não conseguia; Acordava então assustado, com o coração batendo, ja não tinha noção o tempo naquele momento, olha então para fora, e ve que o sol ja estava nascendo, ja era 6:30 da manhã e o jovem Stiff com sua cara solonenta arranjava forças para se levantar, uma deliciosa manhã fria, ótima para dormir era desperdiçada para fazer coisas úteis. Stiff se lembrava que havia tido uma breve conversa com Stephanie, mas suas duvidas ainda eram muitas, essas que dava forças para Stiff começar o dia ir a procura de Stephanie, mesmo não tendo muitas informações de onde contra-la, só podia contar com a sorte e ir ao primeiro lugar onde se encontravam pela primeira vez, tendo isso em mente, Stiff que ja estava com sua roupa para sair ja ia para fora e sua casa. Já na rua, Stiff andava por ela sem fazer muitas emoções, não havia muitas pessoas na rua, até parecia que não tinha ninguem, uma ou duas apareciam de vez em quando, mas rapidinho chegou a taverna, essa que estava começando a abrir, Stiff olhou em volta para ver se não encontrava aqueles "guardas" que encontrou no dia anterior perto da taverna, mas nada encontrou ali, então ja foi entrando sem demoras, pouquíssimas pessoas se encontravam la dentro, em média 10 pessoas, não incluindo claro Stiff, dessas pessoas estavam o dono gordo que estava limpando as mesas, 3 garçons que ajudavam o dono, 2 balconistas que lavam a louça e 4 bêbados que estavam dormindo em uma mesa cheia de garrafas, mas não se podia achar Stephanie, Stiff então teve que se sentar e esperar, sentou-se na mesa mais perto da saída sem nenhum motivo eminente, estava bem impeciente, alguns garçons olhavam para ele com um ar de desconfiados, pensavam que Stiff poderia estar tramando algo. Se passaram então 30 minutos, algumas pessoas chegavam e outras saíam, mas nada de Stephanie, ja estava ficando irritado o jovem rapaz, até chegar a um momento em que se levantaria para sair e procurar algo para fazer, mas sua ação foi impedida por duas mãos macias que lhe seguravam os ombros para ficar na cadeira, quando se virou para ver quem era, visualizou a pessoa que estava procurando, Stephanie lhe segurava com um belo sorriso em seu rosto, parece que ela estava feliz por ver Stiff, por sorte do rapaz ela estava desacompanhada. Stiff estava ancioso para fazer suas perguntas, mas antes que pudesse soltar sua voz, Stephani o interrompe e ja ia lhe avisando - Já lhe aviso que tudo o que eu lhe disse ontem a noite é tudo o que eu posso te falar, então não faça mais perguntas...- o rapaz então ja não podia fazer suas perguntas, a duvida o corria por dentro, que mistérios poderia ter aquela mulher? Stiff então sem opções ficou quieto na sua, Stephanie que por sua vez ja ia fazendo seus pedidos para o garçom - 2 canecas de hidromel por favor - sorria enquato pedia para o garçom, Stiff apenas observava a moça, ela que também o olhava, se encaravam por alguns minutos sem uma palavra entre eles; O que Stiff fará?

off:
pois continue exitando, não quero narrar momentos de intimidade mas toma cuidado com suas palavras meu amigo, poderei usar elas contra você no futuro, então "meça suas palavras parça"
[/spoiler]
Stiff Capone:
Nome do Player: Stiff Capone
N° de Posts: 10
Desvantagem: -x-
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Status:

HP: 50
Energia:45
Inventario:

4.000 moedas

_________________
"Não importa aonde você estiver, só terá uma regra: O dinheiro manda " -



Aventura El Capone ( x )
avatar
Mark Stomper

Mensagens : 80
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 18
Localização : Gil'ead

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Capone em 29/1/2015, 06:35

Como era de se esperar das mulheres, Stiff teve que esperar um bom tempo antes de achar quem procurava. Stephanie surgia como um alívio para os seus olhos, o sorriso da dama quase chegava a tocar seu coração. Quase.
O movimento era muito tranquilo àquela hora da manhã, tanto na cidade quanto na taverna, mas sabia que era questão de tempo até não estarem mais tão à vontade quanto naquele momento.

Já tinha as perguntas certas para fazer, algo que o levasse para mais perto de sua joia, já a considerava assim, parecia estar tão ao seu alcance, e ao mesmo tempo parecia fugir de suas mãos, porém tinham que ter as complicações.

- Já lhe aviso que tudo o que eu lhe disse ontem a noite é tudo o que eu posso te falar, então não faça mais perguntas...

Sabia que precisaria convencê-la de alguma forma, tinha muita coisa envolvida para que qualquer um dos dois abrisse mão.

- 2 canecas de hidromel por favor.

Pelo menos algo para clarear a mente. O que se seguiu a isso foi um olhar entre os dois, com um silêncio que podia dizer muita coisa. Já esperei tempo demais para sair de mãos abanando. De uma forma súbita, porém gentil, Stiff dava um fim àquela pausa.

- Perguntas eu tenho de sobra, mas não é adequado para um lugar como este. Podemos ir para um lugar mais reservado, se preferir. - A expressão era séria e não revelava nada do que sentia, mas permanecia encarando firmemente a moça. - E é claro, não precisamos voltar naquele assunto, acho que devemos ter algo mais em comum...

Esperaria pela resposta de Stephanie. Se sua bebida chegasse, apanharia a caneca e daria um longo gole, depois a repousaria sobre a mesa entre suas mãos e a ficaria encarando.

off:
Eu tenho que sair no benefício de alguma forma, afinal eu sou malandrão

_________________
avatar
Capone

Mensagens : 45
Data de inscrição : 16/01/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Mark Stomper em 29/1/2015, 21:03

E agora, estamos em um lugar apropriado?


O jovem rapaz Stiff e a linda moça a sua frente Stephanie trocavam olhares por minutos a fio, sem senhuma palavra ou ação, os dois apenas ficavam se encarando, Stephanie ficava com um rozado sorriso no rosto enquanto Stiff parecia impaciente; Eis que o jovem rapaz resolve quebrar o silencio que havia ali - Perguntas eu tenho de sobra, mas não é adequado para um lugar como este. Podemos ir para um lugar mais reservado, se preferir. - a moça então tirou o soriso de sua boca e mostrou uma cara de desapontada, ficou triste pois via que Stiff só estava interresado na joia, ela então desviou o olhar para o garçom que estava trazendo as bebidas; A bebida finalmente chega a mesa, Stephanie fecha seu olhos e manda todo aquele hidromel que havia no copo para dentro de sua barriga, como poderia uma moça assim beber tão rapido? Ja Stiff tomava sua bebida mais lentamente, até a ultima gota que havia no copo, deixou a canela na mesa e voltou a falar com Stephanie que tentava evitar olhares com ele - E é claro, não precisamos voltar naquele assunto, acho que devemos ter algo mais em comum...- Stephanie então da um suspiro profundo e diz para o jovem rapaz - Podemos ir para minha casa - ficava vermelha por um breve momento, mas voltava a falar - Mas se você quiser conhecer minha casa, você não poderá ir me visitar, só poderá ir apenas se eu te convidar- voltava a desviar o olhar novamente, mas dessa vez era por vergonha, o que podia estar se passando pela mente da moça? Stiff que ja estava ansioso para sair daquele lugar logo aceitou o convite de Stephanie, ela que ja se levantava da cadeira, pegava o braço esquerdo de Stiff e o puxava para sair da cadeira que estava sentado, isso quase resultou numa queda de Stiff, mas ele se apoio se segurando nos seios de Stephanie, ela que soltou um pequeno gemido, ela teria gostado? Stiff se afastou logo por sentir um pouco de vergonha, ambos não queria se olhar, mas isso não impediu de Stephanie puxar novamente Stiff, dessa vez mais gentilmente, e de mãos dadas saiam da taverna.
Ja na rua, Stephanie se recompos e de um simples andar de mãos dadas virou um andar de "namorados", ela segurava o braço de Stiff tão perto de seus seios que o rapaz estava vermelho como pimenta só por aquele gesto, mas essa cor logo muda para um cinza palido de medo, quando os dois juntos passam ao lado de Túlio, ele que por incrivel que pareça não demonstrou nenhuma raiva, ele apenas olhava para Stiff que poderia ser descrito como "Que cara sortudo", não se podia entender aquela reação do brutamontes, mas ficou aliviado Stiff por não ter que se meter em confusão, ele olha para Stephanie para ver como ela estava reagindo aquilo, ela que mandava um sorriso e falava gentilmente para ele - Estamos chegando, é naquela casa verde ali...- Assim que ouviu falar da casa Stiff olha mais a frente procurando a casa, até que a acha, era uma casa bem grandinha; Ela logo soltava o braço do rapaz e vai andando apressada para destrancar a porta, e logo o faz e esperava Stiff chegar logo para entrar.
O dois juntos entravam na casa, por dentro era tudo exageradamente arrumado, limpo e vermelho? parecia que tudo o que Stiff olhava era vermelho, podesse notar que essa era a cor favorita da moça, essa que entra e tranca a porta por nenhum motivo, segurança talvez? até que então ela se vira para Stiff e diz - Sente-se docinho - Ela estava sendo muito gentil para o gosto de Stiff, estava escondendo algo? até que então ela mostra sua lingua mostrando uma cara de boba, e logo se explicava - Eu esqueci de te falar, sabe quando eu te falei que era namorada do Túlio? pois é, eu menti hihi... isso foi para disfarçar, então me desculpe se você ficou apavorado anteriormente- se explicava a moça que desfazia sua cara de boba e colocava um sorriso enquanto perguntava - Então, o que você quer me perguntar? agora que estamos sozinho...-; O que Stiff fará???


off:
é contigo, faça cagada e te puno . e outro, que mané lucro rapaz, tem sorte de eu não te matado mas continue assim e vai ganhar coisa boa...
Stiff Capone:
Nome do Player: Stiff Capone
N° de Posts: 11
Desvantagem: -x-
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Status:

HP: 50
Energia:45
Inventario:

4.000 moedas

_________________
"Não importa aonde você estiver, só terá uma regra: O dinheiro manda " -



Aventura El Capone ( x )
avatar
Mark Stomper

Mensagens : 80
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 18
Localização : Gil'ead

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Capone em 30/1/2015, 07:29

Pareca que finalmente teria um grand finale com Stephanie, já estava ficando entediado com tantas investidas falhas, mas agora estava em direção à casa da dama, e ambos pareciam ter o mesmo interesse. Durante o trajeto, um susto, encontravam o homem enorme da taverna, o tal de Túlio, até então namorado de Stephanie, mas este não esboçava nenhuma reação ao ver os dois ali, lado a lado como um casal. Um calafrio percorreu a espinha de Stiff em questão de segundos, até ver que nada acontecia. Deveras estranho...

Mais adiante chegavam à casa de Stephanie, conforme ela anunciava. Nada mau, deve ter muita coisa de valor aí dentro. A moça parecia ter pressa para entrar, se adiantava em abrir a porta, e assim que fazia, ambos entravam na casa, e ali começava a sensação de Stiff de que novamente estava no lugar errado. O nível de arrumação da casa era quase que impecável, e ainda por cima, tudo tinha uma coloração vermelha, chegava a ser perturbador. Por sabe-se lá qual razão, a ruiva trancava a porta por onde entraram, deixando o jovem Capone ainda mais desconfortável. Sentia um clima estranho ali, não podia dizer o que era, mas remetia às lembranças da infância, as coisas que viu, e ao pesadelo daquela manhã. Não era de acreditar em presságios, mas não queria estar ali, não queria mais estar com ela.

- Eu esqueci de te falar, sabe quando eu te falei que era namorada do Túlio? pois é, eu menti hihi... isso foi para disfarçar, então me desculpe se você ficou apavorado anteriormente.  Então, o que você quer me perguntar? agora que estamos sozinho...

As palavras lhe faltaram pela primeira vez na vida, e até onde tinha se metido por causa delas? Justo elas, que eram suas companheiras fiéis na sobrevivência, pareciam o trair agora. Calma, uma coisa de cada vez, Stiff.
Disfarçando tudo o que sentia, tentava esboçar o melhor sorriso que conseguia, então se aproximaria de Stephanie, colocando suas mãos suavemente em volta da sua cintura, então diria:

- Sem perguntas agora, eu quero tirar o melhor do momento para nós dois. Que tal você vestir algo bem bonito pra mim? E que seja fácil de tirar... - Os olhos de Stiff pareciam arder em chamas. - Uma bebida também seria bem-vinda, pode fazer isso, minha dama?

Esperava por uma atitude positiva de Stephanie, para sua sorte. Então, quando saísse do aposento onde estavam e ficasse nítido que não estava mais por perto, Capone procuraria em volta por algo que pudesse usar como arma, por precaução. Algo pequeno, uma lâmina, um talher, qualquer coisa afiada que pudesse esconder sob a camiseta, atrás das costas. Esperava realmente não precisar usar.

No caso de receber uma resposta negativa, teria que mudar o plano, então diria:

- Certo, que tal me mostrar a casa? Achei muito... Atraente.

Então acompanharia a moça, se mantendo atento para achar outra saída, uma porta ou janela que estivesse aberta.

Off:
Só to vendo essa zueira

_________________
avatar
Capone

Mensagens : 45
Data de inscrição : 16/01/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Mark Stomper em 31/1/2015, 06:54

Quer mais alguma coisa?



Os dois jovem amantes estavam sozinhos naquela grande casa, nenhuma outra voz podia ser ouvida, Stephanie curiosa perguntava - Então, o que você quer me perguntar? agora que estamos sozinho... - Dizia ela com seu sorriso encantador para Stiff, que respondia com um gesto intimo, se aproximava de Stephanie e lhe segurava na cintura, ela ficou vermelha instantaneamente, Stiff se aproximou um pouco mais de seu rosto e disse - Sem perguntas agora, eu quero tirar o melhor do momento para nós dois. Que tal você vestir algo bem bonito pra mim? E que seja fácil de tirar... - Nesse momento Stephanie ja sabia muito bem o que Stiff queria, então não demorou nem mais um minuto e tirou as mãos de Stiff de sua cintura, saia por uma porta que ficava a esquerda enquanto dizia - Hm, então vai ter que esperar docinho - essa porta era de madeira clara com uma maçaneta que parecia ser de prata, chique não? se olhasse pelo buraco da chave podia-se notar o quarto da jovem moça.

Stiff vendo que tinha uma oportunidade, foi logo procurar uma arma, não necessariamente uma adaga, mas alguma coisa que pudesse se defender; Na sala onde estava não encontrou nada; restava então a outra porta a direita, onde ficava a cozinha, claramente iria achar facas por ali, sem perder tempo Stiff foi para a cozinha e pegou uma faca, não se sentia confortavel, não depois de Stephanie trancar a porta e ser tão gentil depois de entrar na sua casa; Stiff voltava a sala, e esperava no sofá, enquanto isso colocava a faca sob a camiseta, nas costas, tentando esconder e rezando para não precisas usa-la. Logo ouvia-se o som da porta se abrindo, Stephanie saia com um pijama, que era basicamente um vestido, com um tecido bem fino que dava para ver tudo por debaixo, tinha uma coloração vermelha, fanatica por vermelho né?

Ela então se aproximava de Stiff devagar, com um rebolado que deixaria qualquer um louco, ela chegava no rapaz o espurrando para tráz, fazendo com que o mesmo deitasse no sofá, quando fizera, ela deitava por cima dele, e com um olhar amoroso perguntava bem baixinho - Você quer mais alguma coisa ?- e agora, o que Stiff fará?

off:
desculpa não ter postado ontem, eu fiquei mt puto com uma cagada que minha familia fez, e quando eu to puto, eu não posto coisa boa, então te dei uma boa chance de pegar a menina, só não ramelar
Stiff Capone:
Nome do Player: Stiff Capone
N° de Posts: 12
Desvantagem: -x-
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Status:

HP: 50
Energia:45
Inventario:

4.000 moedas

_________________
"Não importa aonde você estiver, só terá uma regra: O dinheiro manda " -



Aventura El Capone ( x )
avatar
Mark Stomper

Mensagens : 80
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 18
Localização : Gil'ead

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sujo mas não imundo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum